Revista Acontece Sul

Tendência: midcentury modern

Por Arquitetura - Thaïs Geremia em Arquitetura - segunda, 07 de dezembro de 2015

Se você abrir as principais revistas de decoração do mundo, vai encontrar inúmeras peças de mobiliário inspirados no midcentury modern, termo pelo qual ficou conhecido o modernismo da metade do século XX no design. Recentemente, o estilo característico do período, que vai de 1933 a 1965, reconquistou um lugar central na estética da decoração e da arquitetura.

Depois do ostracismo de algumas décadas, o midcentury modern experimentou um renascimento no fim dos anos noventa, quando voltou a receber atenção de profissionais da área e da imprensa especializada. Nos últimos anos, importantes instituições culturais, como o MoMA (o museu de arte moderna de Nova York), têm organizado exposições de peças originais do midcentury modern. Sucessos da TV americana, como The Daily Show e a aclamada série Mad Men, exibem objetos da época e contribuem para o fenômeno. Por esses e outros motivos, o estilo se consolidou como uma forte tendência atual.

O mobiliário e as peças de design originais ou inspiradas no midcentury modern apresentam uma vasta diversidade, mas se caracterizam por alguns traços em comum. Exibindo formas geométricas, curvas suaves e orgânicas, linhas simples e uma enorme economia de ornamentação, os objetos trazem funcionalidade, simplicidade e facilidade de uso. Junto aos materiais tradicionais, como a madeira, os designers introduziram novas matérias-primas, como metal, vidro, plástico e vinil. Essa receita deu origem a peças que se tornaram clássicas e que quase todo mundo é capaz de reconhecer. É o caso da tulip chair, projetada pelo arquiteto e designer finlandês Eero Saarinen, e da The egg, cadeira criada pelo dinamarquês Arne Jacobsen. 

O estilo também aparece hoje nos projetos de arquitetura residencial. As formas retilíneas, as linhas horizontais e as estruturas de sustentação expostas são elementos cada vez mais presentes em nossas cidades. Grandes vidraças, que ocupam muitas vezes toda a extensão da parede, revelam a valorização da iluminação natural e a harmonia entre o ambiente interno e as áreas externas.

Para além de nossas preferências – há os que adoram o estilo e os que não simpatizam com ele –, o retorno do midcentury modern nos aproxima de uma época em que a paixão e a criatividade de alguns designers e arquitetos mudaram para sempre nossas concepções e referências estéticas. 

Comentários