Revista Acontece Sul

A GRANDE CUMBUCA DE MASSA AUSTRALIANA

Por Arquitetura - Thaïs Geremia em Arquitetura - tera, 10 de maio de 2016

Oprimeiro projeto do japonês Kengo Kuma na Austrália já foi chamado pela imprensa especializada, sem nenhum tom depreciativo, de “grande cumbuca de massa”. De fato, o revestimento em tiras madeira clara, uma das marcas registradas do renomado arquiteto, faz com que o Darling Exchange se assemelhe a um enorme prato de tagliatelle. Kengo Kuma, explicando suas intenções, afirma que “o revestimento em madeira envolve o exterior do edifício de uma maneira dinâmica e excitante”, e conclui: “o nosso objetivo é uma arquitetura que seja tão aberta e tangível quanto possível para a comunidade, e isso se reflete na geometria circular que cria um edifício acessível e reconhecível a partir de múltiplas direções”.
O edifício cilíndrico de seis andares vai receber a biblioteca da cidade de Sydney, cuja sede atual enfrenta dificuldades para dar conta dos 120 mil visitantes que recebe todos os dias. Os valores pagos pela prefeitura para a utilização do espaço ainda estão sob sigilio, mas o contrato tem duração de 99 anos. Além da biblioteca, o Darling Exchange contará com um pequeno shopping center e um espaço destinado a start-ups de tecnologia. No elegante rooftop, coroando o projeto, haverá um restaurante com vista para o Tumbalong Park, os Chinese Gardens e a Cockle Bay – três das principais atrações da área. 
O Darling Exchange é a peça central de um projeto maior para a região do Darling Harbour, que vai consumir ao todo 3,4 bilhões de dólares australianos, o equivalente a 2,5 bilhões de dólares. A área revitalizada, com 2.700 metros quadrados, que originalmente foi um importante centro econômico e comercial, vai atrair mais de 4 mil novos moroadores e criará 2.500 postos fixos de trabalho.  Além deste novíssimo fluxo de pessoas, epera-se a visita de milhares de turistas e moradores de outras regiões da cidade em busca das novas alternativas de lazer. 
A inauguração do Darling Exchange, que deve se tornar o coração da nova comunidade, está prevista para 2018. 

 

Comentários