Revista Acontece Sul

MUNDO DA MOTO

Por Opinião - Marcelo F. Rodrigues em Carros & Cia - quinta, 11 de fevereiro de 2016

Yamaha NMax

Se o segmento de motos também não teve lá seus melhores momentos em 2015, pelo menos as scooters renderam um certo avanço nas vendas. Apoiado no sucesso do PCX da Honda, a Yamaha irá lançar ainda no primeiro semestre o NMax 160. Tem a aparência de ser um scooter maior por conta da carenagem volumosa e a cobertura sobre o guidão que ajuda a “encorpar” o modelo. Farol com duas lâmpadas e lanternas de LED completam o visual. Seu painel totalmente digital – com tela de LCD – traz computador de bordo e indicador de pilotagem econômica ECO junto com o consumo instantâneo de combustível. Possui também dois hodômetros parciais, relógio e até avisos importantes como a hora de trocar o lubrificante e o desgaste da correría de transmissão.O abastecimento do tanque - com capacidade para 6,6 litros de gasolina - é feito no túnel central, onde há uma tampa no padrão aeronáutico. O sistema de freios usa discos de 230 mm na frente e atrás, e conta com sistema ABS.

 

Honda Biz 110i

A Honda Biz 110i modelo 2016 se diferencia por inovações, como o painel de instrumentos, que é exclusivo da versão com destaque para o hodômetro e marcador de nível de combustível. Sob o assento está o compartimento, agora com maior espaço, para armazenar objetos pessoais, como bolsas e capacete.O motor é um monocilíndrico OHC (Over Head Camshaft), quatro tempos, com 109,1 cm³ de capacidade, arrefecimento a ar, e injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection). A transmissão é semiautomática e rotativa de quatro marchas, que não necessita do acionamento da embreagem. O sistema de partida do motor é elétrico. Será comercializada em versão única e em duas cores: preta ou vermelha, com preço público sugerido de R$ 7.090,00.

 

 

Comentários