Revista Acontece Sul

Cidade - Hospital Pompéia

em Cidade - sexta, 10 de abril de 2015


Incardio do Hospital Pompéia é DIAMANTE

 

Com pouco menos de dois anos de funcionamento, o Instituto de Cardiologia (Incardio) do Hospital Pompéia se consolidou como referência na Serra gaúcha. E 2015 iniciou com a confirmação da conquista do Selo Diamante, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), por distinção em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista.

O Instituto de Cardiologia foi inaugurado em junho de 2013, oferecendo infraestrutura completa para diagnósticos e procedimentos em pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e convênios. Uma das principais inovações do instituto é o equipamento de hemodinâmica, o Angix III FD, moderníssimo aparelho para a realização de exames dos vasos sanguíneos. 

De acordo com o chefe do serviço de Cardiologia do Hospital Pompéia, cardiologista e eletrofisiologista Stevie Jorge Horbach, além da infraestrutura, o Incardio se destaca pela equipe multiprofissional.

“O serviço conta com um corpo de cardiologistas clínicos, intervencionistas e cirurgiões cardíacos que primam pela busca de conhecimento, novas tecnologias e sua disseminação na instituição, além de enfermeiras com especialização em Cardiologia, técnicos capacitados e áreas de apoio.”

Atualmente são realizados cerca de 160 procedimentos por mês, principalmente atendimentos de urgência e emergência, como infarto agudo do miocárdio, e procedimentos de ponta, como fechamento de defeitos cardíacos congênitos, implantes de marca-passos/desfibriladores, entre outros.

 

Selo Diamante


A chegada do segundo ano do Incardio foi marcada pela conquista do Selo Diamante da ONA. O certificado atesta a qualidade dos serviços e assegura a planos de saúde e pacientes confiabilidade com a instituição, atestando que ela apresenta altos padrões de segurança e qualidade no atendimento.

A concessão do selo é baseada na avaliação da estrutura organizacional, de atendimento, de apoio, gestão de suprimentos, biossegurança, protocolos de assistências, rotinas técnicas, gestão de riscos e controle de resultados clínicos.

Para o cardiologista Stevie Horbach, a certificação consolida a excelência do trabalho do Pompéia. “Fomos o primeiro serviço a obter este grau de diferenciação na região Sul, o que nos coloca junto aos melhores serviços de Hemodinâmica do Brasil”, afirma.

 

Novo procedimento

O Incardio acaba de incluir mais um procedimento entre seus serviços. É o implante valvar percutâneo, um método inovador que permite o tratamento da válvula aórtica doente, por meio de um cateterismo cardíaco.

O procedimento é menos invasivo e substitui a necessidade de cirurgia aberta do coração. A principal indicação é para os casos de estenose aórtica em pacientes com alto risco para cirurgia convencional. O implante já foi incluído no rol da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e autorizado pelos convênios. Em breve, deve ser oferecido pelo SUS.

Para 2015 está prevista a aquisição de um novo equipamento de hemodinâmica. Até a metade do ano, o Incardio deve passar a realizar procedimentos de diagnóstico e tratamento para arritmias cardíacas. “Seremos o único serviço da cidade a oferecer esta modalidade de diagnóstico e tratamento, estudo eletrofisiológico e ablação por cateter de arritmias cardíacas aos pacientes do SUS, o que nos coloca na vanguarda da cardiologia da região”, afirma Horbach.

 


 

Comentários