Revista Acontece Sul

A vocação vencedora de Caxias do Sul

em Diversos - quinta, 07 de fevereiro de 2013

Caxias do Sul ostenta índices de crescimento superiores à média nacional por ter se consolidado como um dos principais polos de atração de migrantes. Novas famílias chegam a Caxias do Sul todos os dias. Antes provinham das cidades próximas e de mesma etnia, depois, dos Campos de cima da Serra e de outras regiões do Rio Grande do Sul. Agora são oriundas de todo o Brasil. Outrora, Caxias do Sul e a Serra Gaúcha se tornaram destino de imigrantes italianos, ansiosos por novos tempos, por uma nova vida, sem as dificuldades que enfrentavam em seus país. Vieram para essas terras carregando sonhos, e com muita fé e trabalho, venceram todas as dificuldades. Fizeram história e criaram uma civilização com sua própria identidade. O que se vê hoje não é muito diferente. As pessoas chegam em busca de oportunidades, de emprego, de uma vida melhor. São homens e mulheres que trazem na bagagem roupas, no coração esperanças.
Esse grande fluxo migratório transforma a cidade, o município, e não apenas no aspecto geográfico, mas principalmente no plano social. O Poder Público se depara com novos desafios, com situações novas e diferentes demandas. É preciso ser cada vez mais ágil e resolutivo para acompanhar as exigências decorrentes desse crescimento vertiginoso. No vocabulário da gestão responsável esse desafio se chama Sustentabilidade e pressupõe a inclusão de todos os agentes de qualidade de vida do município.
Dizer-se que Caxias do Sul tem vocação para vencer é falar das pessoas que moram aqui. Pessoas que carregam o DNA da inconformidade com o que já se conquistou, porque miram sempre o futuro. Esta gente não é nem melhor, nem pior que outras. Gostam de fazer o diferente. Este diferencial é bendito pois consiste na busca de novos caminhos, não esperar mas fazer, não aceitar a zona de conforto que leva à estagnação, que prefere sempre ir em frente. Gente que não tolera a lentidão, que está sempre com pressa para descobrir o novo.
O fazer parte deste município é incorporar todos estes elementos de transformação, envolver-se, ser presente, permanecer atento e com o radar ligado. Essa gente sabe que se não fizer isso não sobrevive, não avança, simplesmente estaciona. Se isto é bom ou ruim, não se sabe. Porém é fato provado que até o presente estágio, descortinou-se um mundo de oportunidades, de referências positivas ao município, resultado desse modelo de acolher e descobrir um mundo de gente que chega todo dia para viver, produzir e crescer aqui.
Apesar de todas as crises que rondam o mundo e nosso país, aqui ainda se tem tranqulidade para fazer. Não quer dizer que vivemos num mar de rosas, mas há muito espaço para avançar nos aspectos sociais, econômicos e ambientais. Asssim alcançaremos a Sustentabilidade. Estes são os grandes desafios para a consagração do nosso exito como sociedade. Nesse painel vencedor o que se vislumbra é necessidade de se alimentar as redes de relacionamento, redes plurais representadas pelas organizações representativas de todas as pessoas, incluindo os governantes em todos os níveis.
Alinhar esse capital de inteligências, de competências colaborativas e solidárias é a missão proposta. A mobilização dos atores deste jeito caxiense de fazer as coisas, seguramente vai favorecer o desenvolvimento equilibrado e favorável ao conjunto da sociedade vencedora. Com dignidade, qualidade de vida e garantia dos direitos sociais, humanos, econômicos e políticos das pessoas.
Foi assim que Caxias do Sul ganhou projeção nacional e além fronteiras. Os indicadores nos colocam em posição de referência em todas as áreas. Somos um município livre do analfabetismo; Capital Brasileira da Cultura; um dos maiores pólos da metal mecânica das Américas; um dos menores índices de mortalidade infantil do território nacional; uma rede de atenção social reconhecida como exemplar pelos organismos de avaliação; destaque no esforço pela gestão preservacionista na área do meio ambiente com um dos maiores volumes de investimento em abastecimento de água, saneamento, coleta, tratamento e destinação de resíduos.
Bom. Muito bom dizem os avaliadores. Mas para o caxiense não será jamais o suficiente. Ainda bem que somos assim porque essa atitude diferente nos leva ao horizonte de sustentabilidade que é o desafio a ser superado. Com a capacidade empreendedora e nosso jeito diferente de fazer, continuaremos a ser a Caxias vencedora que tantas gerações perseguiram, contribuiram... e alcançaram.
 

Comentários