Revista Acontece Sul

Turismo - Estocolmo

em Diversos - segunda, 09 de dezembro de 2013


A capital do reino Sueco tem uma população de 750 mil habitantes, o mesmo número de pessoas na região metropolitana. A cidade foi construída em 14 ilhas, entre as três mil ilhas da baia de Estocolmo.

Gamla Stan (cidade antiga) é a ilha onde começou a cidade com o palácio real e a catedral. Uma forma de desfrutar de Estocolmo é sentar em um dos cafés dessa áea e observar o movimento. Além dos restaurantes e lojas de artesanato, três mil pessoas vivem na ilha – garantido vida local nesse cenário cênico.

O antigo bairro operário de Sodermalm, na ilha ao sul de Gamla Stan, tornou-se a região boemia e design da cidade, e cenário da popular trilogia Millenium – romance e filme Sueco. Na ilha de Skeppsholmen encontra-se o museu de arte moderna e Oriental, além da fragata transformada em albergue da juventude flutuante. Entre as ilhas de Gamla Stan e Skeppsholmen, o Grand Hotel – o primeiro hotel de luxo da cidade e onde até hoje ficam hospedados os premiados pelo Nobel, e ao lado o Museu Nacional com o melhor da pintura universal. No Museu Histórico de Estocolmo tem o setor Viking com as pedras rúnicas – a escrita deles – e a sala do ouro, com artefatos religiosos em ouro saqueados dos mosteiros cristãos nas Ilhas Britânicas, moedas do comércio com o império Bizantino e joias dos nobres vikings – uma visita dourada.

O transporte público Sueco é eficiente com bondes elétricos, metrô, ônibus e ferries – inclusive ligando as 14 ilhas de Estocolmo, que possibilita algumas vistas espetaculares dos prédios, palácios e igrejas da capital.

Um passeio imperdível é a visita ao Ice Bar de Stockolm. Nós tivemos uma noite animada à -7 graus de temperatura.

História da Suécia

A Suécia é uma monarquia constitucional com um sistema parlamentar de governo e é uma economia altamente desenvolvida e diversificada.

O reino emergiu como um país independente e unificado durante a Idade Média. No século XVII o país expandiu seus territórios para formar o Império Sueco. A maior parte dos territórios conquistados fora da Península Escandinava foi perdida durante os séculos XVIII e XIX.

A Suécia aderiu à União Europeia em 1º de janeiro de 1995.

O país é considerado um dos mais socialmente justos da atualidade, apresentando um dos mais baixos níveis de desigualdade de renda do mundo. Isso se reflete no fato da Suécia estar, desde que a ONU começou a calcular o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de seus membros na década de 1980, entre os mais bem colocados países do mundo de acordo com o indicador. Vale a pena conferir.

 

 

Comentários