Revista Acontece Sul

Literatura

Por Crônica Turismo - Uili Bergamin em Literatura - segunda, 26 de maro de 2012

Recendência
(Valdecir de Oliveira Anselmo – Quártica Editora – 152 páginas)
Um livro bem escrito, que possui unidade. Percebe-se que o poeta tem um objetivo definido, além de um excelente vocabulário e grande domínio técnico.
Os poemas mantêm um formato rígido, variando muito raramente, compostos por três estrofes, de quatro versos cada. A rima é presença constante e bem trabalhada, algumas raras e perfeitas. O bom jogo entre rimas externas e internas também ajuda a enriquecer o trabalho. Há ritmo, sonoridade e cadência nos versos.
Quanto ao estilo, o autor parece ser muito influenciado por poetas do século XIX, e versifica sobre diversos assuntos, procurando um modo original de dizer a coisas. O amor, as musas, a vida, os sentimentos, a própria poesia (metapoesia), são trabalhadas de forma profunda e instigante.
Do artista quando jovem
(James Joyce – Editora Alfaguara – 267 páginas)
Primeiro romance do cultuado escritor irlandês, este livro é o que podemos chamar de legítimo “romance de formação”: texto majoritariamente psicológico, mais dedicado aos pensamentos, sentimentos e transformações dos jovens protagonistas do que sobre acontecimentos externos.
O enredo narra as experiências de infância e adolescência de Stephen Dedalus, alter ego do autor, até a maturidade e o autoconhecimento. O estilo inventivo de Joyce fica evidente logo nas primeiras páginas, que vai evoluindo conforme o próprio Stephen evolui e se aprimora. É um dos primeiros exemplos da técnica narrativa do fluxo de consciência.
Publicado em forma de série na revista “The Egoist” entre 1914 e 1915, só foi impresso em livro em 1916.
 
Assombros Juvenis
(Elaine Maritza da Silveira (organizadora) – CORAG – 112 páginas)
Este livro é o resultado do Concurso Literário Assombros Juvenis, realizado pela REINAÇÕES (Confraria da leitura de textos infantis e juvenis), em parceria com a CRL (Câmara Rio-Grandense do Livro) e a CORAG.
No intuito de instigar a escrita de textos de terror e também homenagear grandes mestres do gênero, como Mary Shelley, Edgar Allan Poe e Bram Stoker, o concurso tem como tema o sobrenatural, que tanto fascínio tem exercido sobre leitores de todas as idades, em várias épocas. A comissão selecionou os dez melhores trabalhos para compor a obra, que vão desde casas mal assombradas, zumbis devoradores de carne humana, anjos salvadores, fantasmas vingadores, livros macabros, meninas que se dividem em duas e cães infernais.
Uma leitura fluída, que certamente reservará bons sustos.
 
Indicações da Biblioteca Pública Municipal Dr. Demetrio Niederauer

Comentários